4 dicas essenciais para quem presta serviços!

@eumigo comigo mesmo

Troquei de carro dia desses: há tempos não me via com vontade de comprar um Volkswagen mas no fim das contas acabei retornando à marca.

O carro que comprei é importado (tá bom, tá bom, é apenas fabricado no México) mas o fato é que é um carro fantástico, mas (sempre tem um mas) depois de 2 meses descobri uma falha no carro, como podem ver na imagem abaixo, o círculo AZUL é o que eles (técnicos) chamam de ‘calotinha’ e o círculo vermelho é o ponto em questão: o símbolo da calotinha simplesmente caiu (não, eu não sabia onde ele caiu) e a calotinha ficou ‘capenga’.

Roda do Jetta

Iniciei a minha jornada em busca de uma solução para este problema às 08:00 hs do sábado pois é o único dia em que posso fazer isso sem comprometer outras atividades profissionais.

A primeira empresa que abordei não tinha o símbolo da calotinha, mas, me deu uma luz para o tamanho: tinha de procurar o adesivo tamanho 65 (seja lá oq isso signifique).

Na segunda empresa encontrei o símbolo 65, contudo, o formato para a roda em questão era diferente, ou seja, aquele número não serviria.

Recorri, contra-gosto é verdade, à primeira concessionária e fiquei surpreso ao saber que a área de peças, em pleno sábado, estava fechada. Sim, é isso mesmo, estava fechado a área de peças. Fiquei bastante assustado com isso, e em tempo adequado voltarei a abordar este tema, mas por hoje, fica apenas a seguinte pergunta: pruma concessionária da VW cabe fechar a área de venda de peças num sábado?

Mas é a partir de agora que a história fica realmente interessante.

Cheguei na Volkswagen Breitkopf já com o pé atrás, relembrando os motivos:

  1. A calotinha simplesmente sumiu, do nada;
  2. Havia iniciado a busca da solução às 08:00 e já era quase 11:00 hs (estava irritado);
  3. Havia passado por diversos lugares sem enxergar a solução definitiva do problema (falta de esperança)
  4. Tive de abdicar de minha decisão de não mais levar um carro à concessionárias para consertos (sim, eu havia dito isto pra mim mesmo num passado recente)

Enfim, tudo conspirava contra a situação, mas, na HORA-DA-VERDADE, a Breitkopf se mostrou a melhor das possibilidade e explico o por que.

Logo ao chegar, estacionei dentro da área da loja (um estacionamento convidativo) e fui recebido por uma pessoa destinado apenas a isso: receber as pessoas e encaminhá-las adequadamente as suas necessidades – Achei fantástico já que numa loja como estas as necessidades podem ser as mais variadas: comprar peças (meu caso), trocar de carro, obter informações sobre carros novos, ou sobre usados, etc.

Primeiro destaque: saiba direcionar adequadamente seus clientes às neessidades de cada um deles, você não sabe o poder que isto tem na experiência de uso para seus clientes.

Na sequência cheguei ao departamento de peças, que estava vazio (sem filas) e um rapaz me atendeu questionando o que eu desejaria. Expliquei à ele que:

  • Havia perdido uma das calotas do carro
  • E, por descuido meu, acabei conseguindo estragar uma segunda calotinha, removendo o simbolo da VW (que já estava pra cair mesmo)

Prontamente o rapaz buscou no sistema a calota e me explicou que infelizmente a venda só poderia ser feita da calotinha inteira, diferentemente do que eu pensava, pois fui imaginando que poderia comprar apenas o símbolo da VW.

Segundo destaque: entenda como explicar e absorver sutilmente as frustrações de seus clientes, isso pode fazer a diferença entre ele dizer SIM ou dizer NÃO.

Um dos aspectos que mais me mantinha distante das concessionárias são os preços “diferenciados” que são praticados nestes estabelecimentos, e, confesso que estava curioso sobre quanto eu teria de pagar por aquela calotinha, e aí, novamente, veio uma surpresa positiva.

O preço de tabela era R$ 80,00 (que já não achei uma extorsão) mas o rapaz foi além e disse: pagando à vista o preço será de R$ 67,00. Confesso que cai duro na hora – além de encontrar o produto recebi um desconto pelo pagamento à vista.

Terceiro destaque: saiba que SIM o dinheiro pode fazer toda a diferença numa negociação e surpreender em pequenos valores pode trazer benefícios futuros.

A esta altura eu tinha 50% dos meus problemas resolvidos: uma das calotinhas (a que eu perdi o símbolo da VW) eu conseui resolver.

Os 50% restante faziam referência à calotinha que o símbolo da VW caiu, mas, permanecia comigo.

Ao finalizar a compra, comentei o caso com o vendedor, e PASMEM, ele me acompanhou até o carro, pegou a calotinha e o símbolo, limpou ambos e trouxe uma cola especial para resolver o problema por completo.

SÉRIO, o cara foi muito além do que eu como cliente esperaria dele, e me entregou o tubo de cola para trazer para casa já que ele tinha de retornar ao trabalho (vender peças).

Quarto destaque: procure ir além das expectativas de seus clientes pois isso certamente trará benefícios futuros (as vezes imediatos).

Eu não poderia deixar de escrever isso com uma experiência tão enriquecedora quanto esta e deixo uma pergunta retórica para pensares: sabe onde levarei o carro na próxima revisão?

Parece claro, não é mesmo?

Capivarou!

Leave a Reply