Sexta é dia de vinho (parte 1): Finca La Linda Malbec 2009

@eumigo comigo mesmo

Tenho por hábito seguir o conselho de meu médico: tomar pelo menos uma taça garrafa de vinho por dia.

Pois bem, a partir de hoje, 1 x / semana, farei um post sobre esta aventura que é beber um bom vinho.

Pra ser bem sincero, não quero criar uma série de posts que sejam referência: quero apenas relatar que vinhos até R$ 40,00 podem ser muito bons (para você beber ou mesmo presentear alguém).

O vinho que inaugura esta série é o La Linda Malbec.

Quem cria este precioso líquido é o pessoal da “BODEGA Luigi Bosca” (família Arizu – como se isso importasse algo). O fato interessante é que esses caras dessa família estão há mais de cem anos nessa história de produzir vinhos e é muito improvável que eles não tenham algo bom a apresentar. Aliás, não é à toa que inicio esta série com este vinho: na minha humilde opinião é a melhor relação custo x benefício para a faixa de até R$ 40,00.

Tecnicamente há muitas informações boas a respeito deste vinho pela internet, mas o que realmente importa é:

Preço

No Vinhos Web você paga R$ 35,20, já na Adega Curitibana míseros R$ 32,88, o que é um preço excelente para um vinho com esta qualidade. A garrafa que você ve neste post (imagens acima) eu paguei menos de R$ 30,00. O Cristiano Orlandi informa no blog dele que o preço está na casa de R$ 33,00 o que representa exatamente a média entre o que Vinho Web cobra e o que eu paguei pela garrafa.

ABRE ASPAS: o que esse cara (Cristiano) fez neste post (esperar 5 anos para beber uma garrafa) a mim parece impossível.

 

Poder de ressaca

Neste limite de valor (até R$ 40,00) é provável que se encontre vinhos de origem duvidosa, portanto, não é de se espantar que em alguns exemplares você acorde com os tambores do Deus Baco cutucando sua zoreba. NÃO, deixa eu escrever de novo, NÃO é o caso deste vinho.

Como podes ver na imagem abaixo, minha experiência com La Linda é muito boa, e te garanto que não acordarás xingando uma família Argentina (Arizu, no caso).

PS. donde veio esta foto tem muito, muito mais rolhas iguais as que eu destaquei – pra ser sincero mais de 50 rolhas (deste tipo, claro).

 

Poder de surpresa

Sendo sincero: a garrafa que este vinho tem é uma das mais belas por conta da simplicidade que o rótulo possui e a harmonia com a porção superior (vermelho) – E DAI??? tu vais perguntar. E daí que se resolveres dar de presente a agluém o que realmente vai importar é a primeira impressão, portanto, neste caso, estarás dando um dentro.

Salvo teu amigo(a), colega ou a fim, for um exímio conhecedor de vinho – Mas ainda assim, há boas chances de dares um tiro dentro.

 

Pra acabar?

Então fica assim combinado: a experiência com o La Linda é fantástica e você pode (deve) aproveitar o máximo:

 

 

 

É na vida mesmo!, Capivarou!, Vinhos

Leave a Reply