Por quê não comprar um i30 em Santa Catarina?

@ eumigo comigo mesmo

Sábado, 23/01/2010, resolvi sair em busca de uma oportunidade para trocar de carro.

Primeiro lugar que parei para começar a ‘ver o que fazer’ foi na revendedora da Hyundai de SC, e como estava apaixonado pelo i30 começamos a negociar o carro.

No mesmo dia, o Jornal de Santa Catarina apresentava uma promoção que era algo mais ou menos assim: i30 a partir de R$ 56.900,00 com pagamento de 60% do valor do carro na entrada e o restante em suaves parcelas de R$ 500,00. IMPORTANTE: SEU USADO VALE COMO PARTE DA ENTRADA.

Eu estava feliz da vida com o anúncio, mas, antes de comentar com o vendedor o anúncio, resolvi explorar mais a negociação sem levantar a questão da propaganda.

Pois bem, o i30 com câmbio manual (a mais nova opção) sairia por R$ 59.900,00 – E em nenhum momento o vendedor citou a promoção. Neste momento comecei a desconfiar da idoneidade da revenda.

Bem, então, como ato contínuo, pedi ao vendedor que avaliasse meu carro (307 Passion 1.6 16V 110cv 5p), que pela tabela da FIPE vale algo em torno de R$ 25.000,00. De imediato o vendedor me ofereceu R$ 23.000,00 – ou seja, de cara eu perderia R$ 2.000,00.

Como não havia passado em nenhum outro lugar para negociar pensei que isso poderia ser um “desconto padrão“. Não ligo pra isso, negociar tem suas artimanhas, ele quer pagar o mínimo possível, e, eu, obviamente, quero receber o máximo possível – são posições antagônicas.

Mas o pior ainda estava por acontecer.

Depois de fazer o Test-drive (que aliás acabou com toda minha paixão pelo i30) EU, veja bem, eu disse: EU resolvi mencionar a promoção do jornal.

O vendedor disse que desconhecia a promoção e abriu o correio dele para mostrar o flyer. Pois foi a partir desse momento que percebi o quanto uma “PROMOÇÃO” pode ser mascarada – Em questão de minutos, sem mudar nada no meu carro (ele ficou parado o tempo todo no estacionamento da revenda) simplesmente ele perdeu 28% do seu valor, ou seja: SE EU QUISESSE USAR MEU CARRO COMO PARTE DA ENTRADA ELE DEIXARIA DE VALER 23 MIL E PASSARIA A VALER MÍSEROS 18 MIL REAIS (nem vem ao caso, mas há dois anos eu paguei 40 mil nele).

É, é isso mesmo: em 5 minutos meu carro desvalorizou-se R$ 5.000,00.

E olha que ele continua inteirinho, não houve nenhum sinistro no estacionamento da revenda.

Olhei para a cara do coitado do vendedor e disse: “Mas o que aconteceu com o meu carro para ele perder tanto valor em tão pouco tempo”… ele siplesmente não soube explicar.

Virei as costas e fui embora com a certeza de que ali, naquela revendedora da Hyundai de Santa Catarina eu não volto mais. E recomendo a você, que não quer ser logrado, faça o mesmo.

É na vida mesmo!, Sociedade

Leave a Reply